Camuflagem de estrias, olheiras e cicatrizes.

O processo se dá por meio da implantação de pigmento na Derme (camada mais profunda da pele), para realizar a pintura da estria branca na mesma tonalidade da pele original. Esse implante de pigmento é feito com a mesma maquininha de tatuagem assim como os mesmo pigmentos específicos para tatuagem.

Por serem pigmentos próprios para deposito na derme e com extensa durabilidade que a camuflagem se torna segura e não oferta riscos de alterações de cores (como ocorre em uma micropigmentação por exemplo).

Um dos maiores questionamentos sobre a realização da técnica é em relação a exposição solar. Afinal, pode tomar sol após camuflada a estria?

A resposta é SIM – Claro que a exposição solar só é liberada após passar todo o período de cicatrização da camuflagem (no caso 60 dias), mas passados esse prazo a cliente pode seguir normal com seus hábitos de vida, e sim, pode se expor a sol.


Matheus Crema Micropigmentador

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo